Comunidade Evangélica Luterana "Cristo"

Endereço: Rua Lincoln Byrro, 1520, Bairro São Paulo - Gov. Valadares, MG - Cep.: 35030-280;
Tel.:(33) 3021-6056;
E-mail: celcgv@gmail.com - Pastor Jadir Carlos Mundt
CULTOS AOS DOMINGOS ÀS 9H

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

23° Domingo Após Pentecostes


Comunidade Evangélica Luterana “Cristo”
Governador Valadares – MG – 3221 3377
INFORmaisCRISTO
Ano II – 62° Edição – Modelo II - 2012
 

Textos Bíblicos: Salmo 119.1-8; Deuteronômio 6.1-9; Hebreus 9.11-14(15-22); Marcos 12.28-37
O Grande Mandamento.

As leis são normas que estão presentes na vida de todas as pessoas.
Os pais criam as leis para a família, colocam limites nos filhos e dizem o que podem e o que não podem fazer. Descumprir essas normas geram castigos.
A cidade, o estado e o país também nos colocam leis que precisamos observar. Cuidar dos patrimônios públicos, pagar os impostos, observar as leis de trânsito, votar etc. são leis que devemos cumprir, pois no contrário, podemos ser punidos com multas e até mesmo a prisão.
As leis também estão presentes nas escolas, nas empresas e nos mais variados lugares e estabelecimentos com o objetivo de oferecer organização e ordem.
Ao mesmo tempo em que descumprir as leis e ordenanças nos trazem problemas e castigos, seguir de acordo, e não descumpri-las nos permitem viver livremente, sem medos e sem acusações. Viver de acordo com as leis e normas significa poder deitar a noite e descansar tranquilamente.
Portanto, podemos notar que as leis possuem causas e efeitos. As quais são dirigidas a qualquer pessoa por cumprir ou não as leis. A lei tem como objetivo fazer com que as pessoas vivam bem, dentro dos limites aceitos pela sociedade, e sem prejuízos para o próximo.
Deste modo vemos a importância da lei em nossos dias. Mas é importante notar que as leis sempre estiveram entre nós. Até mesmo no princípio, quando criou Adão e Eva, Deus deu-lhes uma lei, que não comessem o fruto da árvore que se encontrava no meio do jardim. Eles descumpriram esta lei, e por isso, vivemos a consequência desta desobediência. Mais tarde, Deus entregou, através de Moisés, novas Leis. Estas Leis são entregues com o objetivo de levar as pessoas a viver corretamente. Entre as Leis, encontramos o grande mandamento: “Amar a Deus acima de tudo e ao próximo como a si mesmo”.
O pecado prejudica o cumprimento da lei e leva o ser humano a cometer ‘infrações’. Quem desobedece à lei está fadado a morte eterna, a condenação. Como nos lembra o Ap. Paulo: “O Salário do Pecado é a Morte".
Por isso é importante lembrarmos mais uma vez das palavras que deverão ficar no coração: “Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força” (Dt 6.5). Esse versículo resume toda a Lei de Deus que está registrada em Êxodo 20, e também, em Deuteronômio 5.
Como lembrete para o resultado da Lei de Deus, deixamos as palavras do Senhor:
Filho meu, não menosprezes a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por ele és reprovado; porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe” (Hb 12.5-6).
Ora, pois, a correção de Deus acontece na nossa vida sempre que descumprimos sua Lei, e seremos finalmente julgados na corte celestial. Contudo, podemos ficar tranquilos, pois Cristo já pagou nossa fiança. Todos que confiam em Cristo e praticam o grande mandamento, quer dizer, buscam amar a Deus acima de todas as coisas, e também amar o próximo como a si mesmo, estes receberão o prêmio da vida eterna.
Em nome e por amor de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. Amém.
Pastor – Régis Duarte Müller