Comunidade Evangélica Luterana "Cristo"

Endereço: Rua Lincoln Byrro, 1520, Bairro São Paulo - Gov. Valadares, MG - Cep.: 35030-280;
Tel.:(33) 3021-6056;
E-mail: celcgv@gmail.com - Pastor Jadir Carlos Mundt
CULTOS AOS DOMINGOS ÀS 9H

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Tradução Para Todos

Tradução para todos
 
Amanhã, 30 de setembro, é o Dia Mundial da Tradução, data da morte de Jerônimo no ano de 420 – o teólogo cristão que traduziu a Bíblia para o latim. Para realizar uma tradução fiel aos originais, Jerônimo viveu na Palestina durante 20 anos para estudar hebraico com rabinos e pesquisar os manuscritos da Bíblia. Sua tradução tornou-se conhecida como Vulgata (vulgus), língua comum das pessoas. No entanto, esta versão tornou-se por um longo período a única permitida pela Igreja, e com isto, restringiu as Escrituras somente às pessoas que entendiam latim. Felizmente, hoje é possível encontrar a Sagrada Escritura, completa ou em porções, em mais de 2.500 línguas. Há o projeto "Visão 2025” que pretende ver a tradução da Bíblia em todas as línguas restantes (estima-se que 2251 idiomas, representando 193 milhões de pessoas, precisam de uma tradução da Bíblia).
 
Para os brasileiros existem várias versões, evangélicas e católicas. A preferida pelos evangélicos é a de João Ferreira de Almeida. Mas, a Nova Tradução na Linguagem de Hoje vem conquistando leitores. É uma versão que, segundo a Sociedade Bíblica do Brasil, é “clara, exata e natural sem perder a fidelidade aos textos originais”. A tradução do Almeida e outras em português seguem os princípios da “equivalência formal”, isto é, uma tradução rígida, “palavra por palavra”. Já a tradução na linguagem de hoje norteia-se pelos princípios de tradução de “equivalência funcional ou dinâmica”, ou seja, popular. 
 
Sempre preocupado em transmitir o Evangelho numa linguagem compreensível a todos, vibrei quando, pela primeira vez, segurei a Bíblia completa traduzida num português de inclusão pública. Aliás, creio que, se a Bíblia foi escrita originalmente na linguagem do povo, a tradução deve seguir pelo mesmo caminho. Se o “Deus Palavra”, que se tornou um ser humano igual a nós (João 1.14), manifestou-se para todos, sem dúvida o Espírito Santo continua criando “Jerônimos”. Em todo o caso, a melhor “tradução” sempre será a vida do cristão.

 
 
Marcos Schmidt
pastor luterano
fone 8162-1824
Igreja Evangélica Luterana do Brasil
Comunidade São Paulo, Novo Hamburgo, RS
29 de setembro de 2011

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Reflexão da Semana


Comunidade Evangélica Luterana “Cristo” 
Governador Valadares – MG – 3221 3377
INFORmaisCRISTO

             


15° Dom Após Pentecostes – 25/09 a 01/10/2011
Textos Bíblicos: Sl 25.1-10; Ez 18.1-4,25-32; Fp 2.1-4,(5-13), 14-18; Mt 21.23-27(28-32)
Reflexão
Tema: Cada um por si e Deus por Todos
Cada um por si e Deus por todos. Frequentemente escutamos essa frase que transmite o individualismo das pessoas, sua busca desenfreada pelos próprios interesses. Esse ditado muitas vezes chega a ser filosofia de vida para algumas pessoas. As amizades reais quase não existem, pois está em alta as redes sociais, onde facilmente se bloqueia ou deleta um amigo importuno, até por uma frase mal interpretada. A filosofia cada um por si é problemática quando alguém busca a salvação. Pois o ensinamento bíblico para a vida eterna está em torno da fé em Jesus e do amor ao próximo. Uma vez que cada um pensa em seus próprios interesses, a salvação fica de lado. Ao mesmo tempo, diante do julgamento, cada um responderá pelos seus próprios atos. Porém, quem servir aos outros e viver em humildade não estará sozinho, mas terá a Cristo como advogado, pois Deus é por todos que seguem o seu caminho: “Pois bom e reto é o SENHOR... Guia os humildes na justiça e ensina aos mansos o seu caminho” (Sl 25).
 
Régis Duarte Müller

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Reflexão da Semana



14° Dom Após Pentecostes – 18/09 a 24/09/2011
Textos Bíblicos: Sl 27.1-9; Is 55.6-9; Fp 1.12-14, 19-30; Mt 20.1-16

Reflexão
Tema: Checape Rotineiro




O carro é um meio de transporte muito comum e importante. Contudo, sempre que vamos usá-lo precisamos ficar atento a algumas coisas e fazer checapes frequentes. Precisamos abastecer, calibrar os pneus, olhar a água, óleo, etc. Isso vai dar mais segurança ao condutor. Na nossa vida espiritual acontece algo muito parecida. O Culto é o combustível, mas precisamos diariamente cuidar da nossa fé alimentando-a com a leitura da Bíblia, devoções diárias, orações, etc. Dessa forma, estamos buscando a Deus e permitindo que ele aja em nossa vida para que nossa viagem seja tranquila, direto para o Reino dos Céus. A fim de andar em segurança, Davi pede uma coisa ao SENHOR. Este também pode ser o nosso pedido: “Que me deixe viver na sua casa todos os dias da minha vida, para sentir, maravilhado, a sua bondade e pedir a sua orientação” (Sl 27.4).


Régis Duarte Müller

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Pem e Aquecendo Corações - Pastor Adilson Schunke

COMUNIDADE EVANGÉLICA LUTERANA CRISTO DE GOVERNADOR VALADARES


 

Dia 05 de Setembro foi um dia especial para a CEL Cristo, pois recebemos a  visita do pastor Adilson Schunke da IELB. Ele nos trouxe uma linda palestra sobre o Trabalho do Pem e Aquecendo Corações. 

Ouvimos a respeito da importância dos grupos de Estudo Bíblico na Comunidade, pois são momentos de comunhão e estudo e cada pessoa pode trazer seus comentários e tirar suas dúvidas de forma simples e direta tornando esses momentos descontraídos com boas conversas. 
 
Dentro do objetivo de Aquecer Corações, podemos convidar pessoas para as mais diversas atividades de nossa Igreja e ajudá-los acolhendo e integrando-os a família cristã.


14 pessoas se disponibilizaram e vieram em uma Segunda Feira a noite ouvir a Palestra do Pastor Adilson. Logo em seguida pudemos desfrutar da comunhão e confraternização com os irmãos degustando um gostoso "Caldo de  Pinto".

Caldo de Pinto é uma das Culinárias da região. Dessa forma, ao mesmo tempo que o pastor Adilson nos trouxe muitas novidades e oportunidade de aprendizado, pôde levar consigo uma novidade de nossa região.


http://pem-ielb.blogspot.com/





terça-feira, 6 de setembro de 2011

Artigo Marcos Schmidt

Edifício bem construído
 
"Eu achei que aquilo poderia servir de lição, mas as pessoas se embruteceram ainda mais", disse um médico brasileiro que perdeu o filho nas torres gêmeas. Setenta nações estrangeiras tiveram filhos mortos neste onze de setembro. Uma tragédia globalizada que deveria fazer a humanidade refletir e mudar de direção. Mas, nestes dez anos, trilhões em dinheiro foram gastos em guerras e o ódio se multiplicou. Enquanto isto, um bilhão de pessoas passa fome num planeta moribundo pela ganância que aniquila o meio ambiente e que joga no lixo toneladas de alimento. Na Somália a falta de comida pode matar 750 mil pessoas nos próximos dias. Mas, outro edifício se ergue no World Trade Center enquanto 600 mil soldados americanos voltam do Iraque e do Afeganistão com sequelas físicas e mentais, necessitando de socorro público para o resto da vida. Osama bin Laden está morto e do outro lado Anders Behring Breivik ressuscita na Noruega, engordando o ódio entre o Ocidente e o Oriente. O próximo atentado é uma questão de tempo... 
 
Três dias após o ataque, o pastor Billy Graham pregou na Catedral Nacional de Washington: "Temos que nos arrepender e nos voltar para Deus”. O mundo inteiro precisa voltar-se para Deus. Torres de Babel são erguidas insistentemente no mesmo desejo antigo de celebridade, e por isto a confusão. Torres na família, na política, na religião, na economia. Torres de ambição, de injustiça, de intolerância, de egoísmo. Torres que suscitam inveja, ódio, inimizade, terrorismo, destruição.
 
O médico brasileiro tem razão em sentir-se frustrado com morte de seu filho. Foi em vão. Ele exibe no consultório uma réplica das torres gêmeas para nunca esquecer-se dele. Nós cristãos temos a cruz do Filho de Deus e nosso sentimento é outro. Dizem as Escrituras que Cristo destruiu a inimizade que havia entre os povos, e os que nele crêem são como um edifício bem firme que nunca será derrubado (Efésios 2.21). É o que vale neste vale da sombra da morte.
 
 
fone 8162-1824
Igreja Evangélica Luterana do Brasil
Comunidade São Paulo, Novo Hamburgo, RS
8 de setembro de 2011

sábado, 3 de setembro de 2011

Reflexão da Semana


12° Dom Após Pentecostes – 04/09 a 11/09/2011
Textos Bíblicos: Sl 32.1-7; Ez 33.7-9; Rm 13.1-10; Mt 10.1-20
Reflexão
Tema: Cuidar do Irmão
É muito comum esbarrarmos com seguranças nos mais diversos ambientes. Eles estão ali para oferecer segurança para o dono dos estabelecimentos e para as pessoas que ali freqüentam. Quando alguma coisa inadequada acontece, eles avisam o infrator. Em Ezequiel 33.7-9 ouvimos a respeito da função do Vigia. Neste contexto, ouvir o aviso do vigia pode significar preservar a própria vida. Logo, a função do vigia é cuidar das pessoas. Assim como fazem os pais com os filhos, imaginem o pequeno filho querendo colocar o dedo no fogo, os pais vão cuidar e dizer que não faça isso. Mas mesmo assim ele pode enfiar o dedo no fogo, então, os pais vão amorosamente cuidar o ‘dodói’. De forma muita parecida está o perigo para as pessoas, como o cuidado. Estamos rodeados de tentações e deslumbramentos que querem nos enganar e levar ao pecado. Nosso irmão cuida de nós com amor e avisa frente ao perigo. Ouvir o aviso do amigo e irmão pode significar preservar a própria vida. E Deus não quer que nenhum de seus pequeninos se perca. Cuidar do irmão é avisar, zelar, exortar. Ao reconhecer o pecado, infração, podemos dizer junto com o Salmista: ”Feliz aquele cujos pecados Deus perdoa e cujas maldades ele apaga” Sl 32.1.
Régis Duarte Müller