Comunidade Evangélica Luterana "Cristo"

Endereço: Rua Lincoln Byrro, 1520, Bairro São Paulo - Gov. Valadares, MG - Cep.: 35030-280;
Tel.:(33) 3021-6056;
E-mail: celcgv@gmail.com - Pastor Jadir Carlos Mundt
CULTOS AOS DOMINGOS ÀS 9H

terça-feira, 12 de maio de 2015

Culto do Dia das Mães 2015 - Mães conectadas ao amor de Jesus

Texto Base: João 15. 9-17 
Tema: Pelo Espírito da Verdade, conectados a Jesus vivemos conectados ao amor de nosso Pai do céu. 
Em nossos dias a conexão com a internet já se tornou indispensável para muitas pessoas. Muita gente precisa estar conectada internet por 24 horas por razões de trabalho. E quando falta a conexão? O trabalho fica comprometido. Falando para os jovens internautas. Que gostam de estarem ligados no facebookwhatsapp


. Os jovens da igreja também gostam de estar conectados. E o que faz essa conexão ser diferente é o amor de Jesus. Além de estamos conectados a internet, estamos conectados ao amor de Jesus que também nos conecta, nos une uns aos outros.  
A pergunta é como podemos estar conectados ao amor de Jesus? É sobre isto que queremos refletir. A conexão ao amor de Jesus nos leva a viver em conexão com o nosso semelhante.  
Seguindo o capitulo 15 do evangelho de João, ouvimos sobre a importância de permanecer no amor de Jesus. Conectados ao amor de Jesus. Lemos no v 9: Como o Pai me amou, também eu vos amei, permanecei no meu amor. Vivam conectados ao meu amor para que vocês amem também que está ao seu lado.   
É conectado a este amor que lembramos e comemoramos o dia das mães.  Conectados ao amor de Jesus prestamos uma homenagem. Queremos dizer de nosso carinho pelas nossas mães queridas. Como são valiosas. Como são importantes na vida dos filhos. Hoje lembramos o dia dedicado a elas. Alguém poderia dizer: todos os dias são dedicados as mães. Com toda certeza. E não poderia ser diferente. Na criação dos filhos, assim como o pai, a mãe também ganha de Deus um papel tão valioso na educação dos filhos. É quem carrega nove meses. E quem levanta de madrugada para acalmar... 
Essa importância na educação lemos em Pv 1.8 “Filho ..., não deixe a instrução de tua mãe”.  Ou seja, não abandonem o que sua mãe ensina para a sua vida, para o seu futuro. O que ela vem te ensinando desde pequeno. Desde de quando ainda era totalmente dependente. 
Mas será que é assim com todas as mães? O que ensina está de acordo com a vontade de Deus? Será que as mães tem se esforçado para levar os filhos a crescerem no temor do senhor? Temos percebido a importância em fazer nosso papel de instruir os filhos na Palavra de Deus para quando for velho nunca esquecerem este amor?   
Para a nossa tristeza não é o que sempre vemos. E muitos filhos correm o risco de perder a salvação porque não tiveram o alimento de Deus em uma das fases mais importantes da sua vida. Não foram banhados nas águas do batismo, e muito menos são acompanhados pela Escola Bíblica. Existem claro, muitas mães desnaturadas e outras tantas despreparadas para conceber e criar filhos.  
Mas ainda tem muitas mães que estão cheias de um amor que vai além qualquer situação.  Mães de filhos que estão envolvidos nas drogas. Na marginalidade, na prostituição. Mães de filhos que estão nos presídios. Mães que choram muitas vezes no silêncio do conhecimento dos filhos.  
Mas também tem as mães que mesmo sozinhas..., enfrentando chuva, ônibus cheio, buscaram sempre levar os filhos para a igreja. E tenho certeza que as mães que assim fizeram e fazem, não deixaram e não deixam de ser verdadeiras mães em suas casas na hora de corrigir, aconselhar, orientar os filhos. E que façam isso sempre contestada ao amor de Jesus. 
Por isso Filhos não deixem o que a mãe ensinou e ensina com amor. Acho que podemos dizer: Filhos vivam conectados ao que sua mãe te ensinou. Se você viver conectado aos ensinos de sua mãe, você também vai estar conectado ao amor de sua mãe. Vai perceber que quando ela fala, ela nunca fala de mais. Ela fala e ensina por que ela te ama.  
Mas também é verdade que os filhos precisam admitir que nem sempre estão dispostos a ouvir suas mães. Parece chato ter que ouvir a mãe quando ela vem dar um conselho. Quando ela vem corrigir e apontar que estamos fazendo o que é errado. Principalmente quando os Filhos crescem eles acham que as mães não sabem mais o que é bom para eles. Ou que elas estão ultrapassadas... 
Assim lemos também em Pv. 4. 10: Ouve, filho meu, e aceita as minhas Palavras e se multiplicarão os anos de vida.  As palavras de nossas mães quererem sempre mostrar o melhor para nós. E por isso não são as mães que precisam aprender sobre a vida com os filhos, não precisam abaixar a cabeça como muitas fazem quando os filhos querem falar mais alto e muitos até agridem. São os filhos que precisam aprender estar conectados aos ensinos, a instrução das mães. Aprender compreender e absolver os ensinos de quem fala com experiência e com amor. 
Vemos que na relação de mãe e filho, o ensino e o amor e o amor estão conectados. A mãe ensina porque ama. Ensinar e amar. E assim funciona. Um ensino não para escravizar. Mas para proteger porque deseja o melhor para os filhos e muitos anos de vida. É assim também é nosso relacionamento nosso com Deus. O Senhor é quem ensina. E ele nos ensina porque nos ama. Vamos olhar um pouco para nosso Evangelho de João 15. 9-17. 
Onde começo o ensino Deus? O seu ensino começou lá no jardim do Éden para o primeiro casal (Gn 3. 16,17). Não era para eles comerem do fruto que estava na arvore plantada no meio do jardim. Apesar da desobediência o Pai não parou de ensinar. E continuou a ensinar os seus mandamentos para seus filhos. Assim como faz uma mãe que ama mesmo que o filho desobedeça. Não deixa de ensinar...  
Mas como os filhos não conseguiram cumprir os ensinos do Pai, o próprio Pai deu uma prova de amor para seus Filhos. Uma prova que vai além do amor de uma mãe pelo seu Filho. Jesus Cristo morreu em nosso lugar. O Filho Jesus Cristo foi enviado com uma missão. Cumprir a vontade do Pai em nosso lugar. Guarda os mandamentos do Pai para sermos conectados ao amor do Pai. E vivermos nossa vida a partir desse amor. 
Eu sei que estou contestado a este amor porque o próprio Jesus me declara na sua Palavra. Deu a própria vida por nós (v.13). Não nos chama mais de servos, mas de amigos (v.15). Não fomos nós que o escolhemos, mas ele nos escolheu (v.16).   
Por isso, amados em Cristo, permanecemos no amor de Jesus quando guardamos os mandamentos. Quando amamos uns aos outros. Este é o mandamento. Permanecer no amor de Jesus é gostar do meu próximo. É se importar com o que meu irmão está vivendo. Quando o meu irmão está triste eu também estou porque a alegria do meu irmão é a minha também. Esse é um tipo de furto que Deus quer que permaneça em nosso meio. O amor uns pelos outros. É o tipo de fruto que Deus quer deseja que tenha entre mães e filhos.    
Eu quero concluir dizendo para as mães que estão conectadas ao amor de Jesus. O amor de uma mãe é o reflexo do amor de Deus por nós. Deus nos dá carinho, colo, aconchego, amor verdadeiro, através de nossas mães... Temos o Deus escondido em cada mãe que cuidando de nós. 
Por isso filhos nunca deixem de ver o amor da mãe através do ensino cheio de amor. Se as conexões da internet podem cair, fiquem sabendo que a conexão de vocês com suas mães depende exclusivamente de vocês filhos.  
Que o amor de Deus guarde nossos corações e mente em Cristo Jesus para a vida eterna. Amém. 
Rev. Tiago Frederico 

terça-feira, 5 de maio de 2015

Reuniao da diretoria da CEL Cristo GV

Reuniao do dia 25 de abril




Retiro dos jovens luteranos de GV

Aconteceu nos dias 2 e 3 de maio o primeiro Retiro dos Jovens Luteranos de Goval. Um momento de meditação sob o tema ''O jovem e a igreja, queremos servir ao Senhor''






Terminando o retiro com um culto de louvor e adoração dirigido pelos próprios jovens da congregação