Comunidade Evangélica Luterana "Cristo"

Endereço: Rua Lincoln Byrro, 1520, Bairro São Paulo - Gov. Valadares, MG - Cep.: 35030-280;
Tel.:(33) 3021-6056;
E-mail: celcgv@gmail.com - Pastor Jadir Carlos Mundt
CULTOS AOS DOMINGOS ÀS 9H

terça-feira, 24 de maio de 2011

Artigo pastor Marcos

Blindagem furada

Blindagem é a tecnologia usada em veículos para a proteção contra armas de fogo. No figurativo, tem livrado muita gente desonesta do juízo terreno. O que tem dado certo até agora na suspeita contra o ministro Palocci. Mas com um tremendo furo nesta armadura ao justificar o milagre da multiplicação de seu patrimônio: “todo mundo faz a mesma coisa”.

Uma desculpa comum quando o juízo vem de cima. E igualmente com blindagem repleta de furos. A exemplo do homem próspero e religioso que chegou a Jesus com uma inquietante pergunta: - “O que devo fazer para conseguir a vida eterna?” (Lucas 18). “Você conhece os mandamentos”, respondeu o Salvador – como que dizendo: “é só cumprir”. “Desde criança eu tenho obedecido a todos esses mandamentos”, retrucou o homem. “Falta mais uma coisa para você fazer. Venda tudo o que você tem, e dê o dinheiro aos pobres”, sugeriu Jesus. Mas o homem foi embora, carregando o peso da sua diabólica armadura.

O problema dele era o sucateado tanque bélico da sua religião: “o que devo fazer?”. Um terrível engano, pois “quem quebra um só mandamento da lei é culpado de quebrar todos” (Tiago 2.10). Mas ele ostentava uma auréola, afinal, não cometia adultério, nem matava, roubava, ou mentia. Por isto o tiro certeiro de Jesus na parte mais enferrujada e sensível: “Só falta uma coisa, dê todo o seu dinheiro aos pobres”. O Salvador foi direto ao primeiro mandamento, e a blindagem desmoronou de vez. Ficou na cara que o “deus” que ele tinha era o dinheiro.

Só uma blindagem resolve quando o assunto é a corrupção: “Vistam-se com toda a armadura que Deus dá a vocês” (Efésios 6.11). Proteção que surge pela “união com Cristo” e que parte para as boas obras (2.10). Uma nova vida que logo aparece: “Quem roubava que não roube mais, porém comece a trabalhar a fim de viver honestamente e poder ajudar os pobres” (4.28). Lastimavelmente, uma blindagem que falta na vida de gente com justificativas furadas.

Marcos Schmidt

pastor luterano

marsch@terra.com.br

fone 8162-1824

Igreja Evangélica Luterana do Brasil

Comunidade São Paulo, Novo Hamburgo, RS

26 de maio de 2011

Nenhum comentário: