Comunidade Evangélica Luterana "Cristo"

Endereço: Rua Lincoln Byrro, 1520, Bairro São Paulo - Gov. Valadares, MG - Cep.: 35030-280;
Tel.:(33) 3021-6056;
E-mail: celcgv@gmail.com - Pastor Jadir Carlos Mundt
CULTOS AOS DOMINGOS ÀS 9H

terça-feira, 3 de abril de 2012

Artigo Pastor Marcos


Cantando de galo

Luis Fernando Verissimo, no artigo Bandarilheiro, escreve que a morte de Millôr Fernandes é “a burrice irreversível, a burrice triunfante” ao comparar o ilustre chargista com um toureiro vencido nos chifres da besta: “Por mais ridicularizada que ela seja, a vitória é sempre dela. E depois vem a burrice eterna”. É uma lástima que o nosso querido escritor ofereça à morte um prêmio que não lhe compete e transforme a Páscoa em mero coelhinho de chocolate. Que a morte é uma grande burrice, isto ninguém duvida. Mas, irreversível, triunfante? Claro, ninguém voltou “de lá” para provar que existe vida além, mas o contrário também é verdade. Ou seja, é preciso ter fé que a morte pode cantar de galo. Por isto, prefiro considerar outro escritor: “A morte está destruída! A vitória é completa! Onde está, ó morte, a sua vitória? Onde está, ó morte, o seu poder de ferir? (1 Coríntios 15.54,55).
O apóstolo Paulo diz isto após confessar que ele é um bandarilheiro: “Eu enfrento a morte todos os dias”. A tradição relata que no final ele não escapou da perseguição cristã e acabou na guilhotina. Mas foi derrotado na implacável tourada da vida? Responde antecipadamente em sonoro “não” – certeza que vem da ressurreição de Cristo. Por isto suas palavras que são a própria Bíblia: “Se a nossa esperança em Cristo só vale para essa vida, nós somos as pessoas mais infelizes deste mundo. Mas a verdade é que Cristo foi ressuscitado, e isso é a garantia de os que estão mortos também serão ressuscitados”.
Ninguém está achando graça da morte de Chico Anysio e Millôr, contesta Veríssimo. O Senhor da vida e da morte também não acha graça, tanto a morte de gente famosa quanto desconhecida. Por isto então a “Graça” de Cristo no real sentido da palavra: presente. “O que dá a morte o poder de ferir é o pecado”, lembra o apóstolo nesta infeliz experiência humana. “Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo”.

Marcos Schmidt
pastor luterano
fone 8162-1824
Igreja Evangélica Luterana do Brasil
Comunidade São Paulo, Novo Hamburgo, RS
5 de abril de 2012

Nenhum comentário: