Comunidade Evangélica Luterana "Cristo"

Endereço: Rua Lincoln Byrro, 1520, Bairro São Paulo - Gov. Valadares, MG - Cep.: 35030-280;
Tel.:(33) 3021-6056;
E-mail: celcgv@gmail.com - Pastor Jadir Carlos Mundt
CULTOS AOS DOMINGOS ÀS 9H

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Purificação em Cristo

Purificação em Cristo
GoVal – 02/09/12
Textos Bíblicos: Salmo 119.129-136; Deuteronômios 4.1-2,6-9; Efésios 6.10-20; Marcos 7.14-23
Régis Duarte Müller


Purificador. Esta é uma palavra que está sendo muito usada nos dias atuais. Em geral, a maioria das pessoas possuem em suas casas os purificadores de água, um produto que nos permite ingerir uma água mais pura, sem bactérias e outras impurezas. Além do purificador de água, também está se tornando comum um aparelho chamado purificador de ar. Em nossos dias o ar encontra-se cada vez mais poluído em decorrência dos gases tóxicos que são liberados de veículos e empresas, sem falar nas queimadas. E por isso, o purificador de ar é uma boa alternativa para quem quer fugir de problemas respiratórios e alergias.
O fato é que tanto a água impura, como o ar poluído que respiramos, prejudicam nossa vida e saúde. Por isso, nos preocupamos em amenizar os problemas com purificadores.
Tem muitas pessoas que são ainda mais preocupadas, e por isso, também cuidam rigorosamente da alimentação e de tudo o que é ingerido. Com o objetivo de ter uma saúde mais saudável, muitas pessoas se abstêm de certos alimentos. Deixam de comer carnes, não ingerem bebidas que contêm álcool, cuidam para não se alimentar com alimentos gordurosos ou preparados com gordura.
Sem dúvida todos esses cuidados são interessantes, e as pessoas que assim vivem podem desfrutar dos benefícios.
Quando abrimos o texto bíblico, encontramos muitas instruções e ensinos que tratam dos alimentos. Como os textos que lemos este final de semana.
Acontece, que quando Jesus trata a respeito dos costumes alimentares da época com os discípulos e outras pessoas, ele faz duras críticas ao pensamento e atitude daquelas pessoas. Isso porque estavam demasiadamente presos aos costumes e esqueciam-se do mais importante: O Ensino da Palavra de Deus.
Vamos tentar compreender um pouco melhor: O Ensino de Jesus neste trecho do Evangelho de Marcos (Mc 7.21-23) trata da impureza, que é na verdade uma continuação do que nos versículos 1-13 (A tradição dos Anciãos), de modo que produziram preceitos que justificavam a transgressão de mandamentos divinos claros, desprezando a Palavra de Deus.
Nos versículos desta semana (14-23), Jesus nos mostra que não é o que entra numa pessoa, ou seja, não é o que vem de fora que a torna impura, mas o que sai do coração.
Muito possivelmente por estarem acostumados com a tradição de seu tempo, os discípulos não compreenderam as palavras do Mestre. Por isso Jesus repete a eles em particular, mostrando que todos os alimentos podem ser ingeridos, de modo que, as coisas que vêm de fora e entram pela boca vão ao estomago, e depois saem do corpo, por isso não são impuras. No entanto, o que sai do coração, isso sim é impureza. Pois é de dentro que vêm “Os maus pensamentos, a imoralidade sexual, os roubos, os crimes de morte, os adultérios, a avareza, as maldades, as mentiras, as imoralidades, a inveja, a calúnia, o orgulho e o falar e agir sem pensar nas consequências. Tudo isso vem de dentro e faz com que as pessoas fiquem impuras”.
Quando Jesus tratou da questão das tradições dos anciãos ou a respeito das impurezas, ele não direcionava sua fala a uma pessoa ou grupo, mas a todos. Como revela o versículo 14 “Jesus chamou outra vez a multidão e disse” (tòn ‘óxlon – τον όχλος – a multidão). O Mestre falou a todas as pessoas, porque todos tem o costume de cuidar das coisas exteriores. Cuidamos dos alimentos e bebidas que ingerimos, procurando purificar tudo. Até mesmo o ar que respiramos nós tentamos melhor com aparelhos eletrônicos. Contudo, ao mesmo tempo em que nos preocupamos com nossa saúde física, somos negligentes com a saúde espiritual. Como diz Adolf Pohl:
“enquanto nós revolucionamos, reformamos e disciplinamos furio­samente, nosso coração continua longe de Deus e do nosso próximo. O fato de passarmos tão ao largo do problema, apesar de ele se manifestar de modo tão imediato e irrefutável, pode ser um sintoma da nossa negação irada e do desespero secreto. Praticamente tudo podemos mudar, só não o coração erra­do e incapaz de achegar-se a Deus. Não há quantidade de água que ajude, o muito lavar de mãos não fará o coração servir a Deus. Mas o fato de Jesus abordar este tema de modo tão franco é um sinal da sua autoridade transfor­madora: Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem” (Comentário Esperança – Evangelho de Marcos, p.195).
Ora irmãos, não adianta nada nós realizarmos grandes mudanças se o coração continua impuro e afastado de Deus. É importante purificar o que está em nosso coração, e para isso existe apenas um purificador. É Jesus Cristo que purifica nosso coração contaminado, e somente ele tem essa autoridade.
Sem dúvida nós continuaremos usando cada vez mais purificadores, e nós poderemos desfrutar de seus benefícios para nossa saúde. Mas também é fundamental buscarmos o purificador da alma. Esse é o melhor purificador que existe, não dá falhas nem estraga. Esse purificador, hoje, nos é oferecido gratuitamente, pois o preço já foi pago na cruz. Sim, Jesus é o nosso purificador da alma e todo aquele que busca-lo terá seus pecados perdoados, e o coração lindo. Como já dizia o salmista Davi:O que tu queres é um coração sincero; enche o meu coração com a tua sabedoria. Tira de mim o meu pecado, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais branco do que a neve (Sl 71.6-7).
Deus não se agrada de fiéis de fachada, que exteriormente são bonitos e ‘perfeitos’, mas por dentro são ‘sepulcros caiados’ {túmulos pintados de branco – NTLH} – (Mt 23.27). Tudo que Deus quer é que em nosso coração a sua Palavra esteja viva e atuante.
Deste modo, compreendendo o que Deus realmente espera de nós, possamos viver uma vida mais agradável a seus olhos, reconhecendo que nossa capacidade não é suficiente, ao contrário, nós somos maus de natureza (Mt 12.34), e tudo que praticamos é corrupção. Infelizmente não temos como mudar essa realidade, e assim somos incapazes de nos aproximar de Deus. Mas, uma vez unidos a Cristo, somos movidos a viver uma vida decente de acordo com seus mandamentos. Ele, e somente ele pode e é capaz de modificar e transformar nosso coração. Por isso, Jesus Cristo é o nosso purificador. Que limpa nosso coração sujo e nos purifica de toda injustiça. Como diz o apóstolo João: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça” (Jo 1.9). Amém.


Nenhum comentário: