Comunidade Evangélica Luterana "Cristo"

Endereço: Rua Lincoln Byrro, 1520, Bairro São Paulo - Gov. Valadares, MG - Cep.: 35030-280;
Tel.:(33) 3021-6056;
E-mail: celcgv@gmail.com - Pastor Jadir Carlos Mundt
CULTOS AOS DOMINGOS ÀS 9H

sábado, 27 de julho de 2013

Deus é Fiel! Eu Acredito.


Tema: Deus é Fiel! Eu Acredito.
GoVal/Conselheiro Pena 28/07/2013
Régis Duarte Müller
10° Dom Ap Pentecostes – 28/07 a 04/08/2013
      
Textos Bíblicos: Salmo 138; Gênesis 18.(17-19)20-33; Colossenses 2.6-15(16-19); Lucas 11.1-13

Você é Fiel? Em uma escala de 0 a 10, qual é seu nível de fidelidade? Será que podemos fazer um nível de fidelidade? Será que uma nota ‘6’ me aprova em fidelidade? Será que somos ou fiéis ou infiéis?
Mas o que vem a ser fidelidade? Somos capazes de ser fiéis?
A bíblia nos fala sobre o assunto em vários momentos, abaixo vemos alguns exemplos:
·        Salmo 119.30Eu escolhi o caminho da fidelidade e tenho dado atenção às tuas ordens”;
·        Gálatas 5.22Mas o Espírito de Deus produz o amor, a alegria, a paz, a paciência, a delicadeza, a bondade, a fidelidade”;
·        Provérbios 3.3Não abandone a lealdade e a fidelidade; guarde-as sempre bem gravadas no coração”.
·        O Primeiro texto trata a fidelidade como uma escolha; o segundo como fruto do Espírito, e o terceiro como algo que precisa ser gravado dentro e fora do corpo.
Ao abrirmos os textos dessa semana nos deparamos com a infidelidade humana diante da fidelidade de Deus. Sodoma e Gomorra, é a prova firme da infidelidade humana em contraposição com a fidelidade de Deus, através do ouvir atento às orações do seu povo.
É interessante a interação entre Abraão e Deus no texto de Gênesis. Em forma de diálogo, de oração, Abraão pede em favor das cidades, a fim de que Deus não destruísse tais lugares. Com paciência pede por 50 que sejam fieis, por 45, 40, 30, 20, 10... E Deus promete não destruir as cidades se encontrar 10 fiéis. No entanto, não havia nem 5. Ainda assim, Deus livra aqueles 4 da morte e destruição, sendo eles: Ló, sua mulher, e suas duas filhas.
Mesmo com a destruição daqueles lugares, a infidelidade e a malícia continuavam a existir. Foi assim durante todo tempo bíblico, e continua assim em nosso tempo, mesmo dentro da igreja. Isso acontece por causa da fraqueza humana e de sua infidelidade!
Ao mesmo tempo, é interessante notar como as pessoas são fiéis a um time de futebol, a determinadas celebridades, a certos compromissos mundanos, enfim a coisas sem valor ou que não mereciam tamanha adoração.

Há poucos dias pudemos acompanhar Torcedores fanáticos compartilhando e apresentando frases com dizeres: “EU ACREDITO”, ou “Yes. We 'C.A.M.'”, que é para significar: Sim. Nós podemos (Yes. We Can). Contudo, o que chama a atenção é a fé e a fidelidade impressionante das pessoas por uma conquista corruptível, passageira.
As conquistas terrenas são muito importantes, nos trazem alegria, animação e orgulho. Mas irão passar. Quem se prende demasiadamente nestas coisas corre o risco de ficar sem o principal prêmio: A Vida Eterna (1Co 9.25).
O julgamento final é inevitável. Todos passarão por ele, pois Deus é fiel e cumpre o que diz. Desse modo, todos que forem infiéis serão condenados e destruídos, assim como Sodoma e Gomorra.
Deus é fiel e cumpre o que diz, de modo que destruirá quem for infiel. Contudo, as palavras de João são animadoras: “Deus é fiel e justo para perdoar os nossos pecados, e não somente os nossos, mas ainda, os do mundo inteiro” (1Jo 2.2).
Essa é a grande mensagem bíblica, e o grande ensino que Paulo queria transmitir aos colossenses e também a nós, hoje. Diante do sincretismo religioso presente nesta igreja do Novo Testamento (Presente na Igreja de Colossenses, e também nos dias atuais, onde tudo é bom, o que importa é acreditar em Deus, Deus é amor etc. ele mostra que a única salvação encontra-se em Jesus.
Muitas religiões e filosofias tentam iludir as pessoas tentando mostrar que tudo é bom, tentando inserir falsos ensinos no mesmo plano da verdade bíblica.
É diante destas situações de dificuldades, de dúvidas e controvérsias que podemos lançar a Deus nossas orações, confiando na fidelidade de Deus para nos fortalecer a fé, nos dar sabedoria para discernir os falsos ensinos, receber seu perdão, buscar ajuda nas provações. Como afirma Davi: “Tu estás nas alturas, mas assim mesmo te interessas pelos humildes” (Salmo 138.6).
Sim, Deus se interessa por nossas orações. Foi assim que Deus deu ouvidos à Abraão; e, também, foi assim que Deus atendeu a Davi, que encerra sua oração confiante:
Tu cumprirás tudo o que me prometeste” (Sl 138.8).
Muitas pessoas desconfiam, ou não creditam valor às promessas bíblicas. Para muitos talvez seja mais fácil acreditar em um clube, em sincretismos, falsos pastores e ensinos. Mas o fato é que O Senhor não demora a fazer o que prometeu, como alguns pensam. Pelo contrário, ele tem paciência com vocês porque não quer que ninguém seja destruído, mas deseja que todos se arrependam dos seus pecados (2Pe 3.9).
Deus é fiel e irá cumprir com o que prometeu. Chegará o dia da volta de Cristo para julgar os vivos e os mortos, e todos que permanecerem fiéis a Jesus Cristo, o Senhor, serão salvos.
A salvação das pessoas é uma garantia da promessa de Deus. Promessa esta concretizada em Jesus Cristo. Através do Espírito Santo que nos chama, e da obra de Jesus, nos tornamos fiéis a Deus. Desta forma, quem for Fiel a Jesus até o fim, este será salvo.
A fim de permanecermos fiéis a Deus, Jesus envia o Espírito Santo. É o Espírito de Deus que nos consola, fortalece e santifica.
Além de enviar o Espírito Santo, Jesus nos ensina uma ‘ferramenta’ muito importante: A Oração. A Oração é o diálogo entre os cristãos e Deus. Deus é Fiel e promete ouvir nossas orações. Como diz Jesus: “Por isso, vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e o que bate, abrir-se-lhe-á” (Lc 11.9-10).
Diante da infidelidade humana, encontramos o refúgio da fidelidade de Deus. Portanto, entrega teu caminho ao Senhor, Confia nele, e o mais ele fará (Sl 37.5). Sim. Deus é Fiel. Eu Acredito.

Nenhum comentário: