Comunidade Evangélica Luterana "Cristo"

Endereço: Rua Lincoln Byrro, 1520, Bairro São Paulo - Gov. Valadares, MG - Cep.: 35030-280;
Tel.:(33) 3021-6056;
E-mail: celcgv@gmail.com - Pastor Jadir Carlos Mundt
CULTOS AOS DOMINGOS ÀS 9H

domingo, 5 de agosto de 2012

O Que nós Procuramos?


Salmo 145; Êxodo 16.2-15; Efésios 4.1-16; João 6.22-35
O que nós Procuramos?



Algo muito natural é sentir fome, pois logo após algumas horas sem fazer uma alimentação nosso organismo começa a reclamar. Ele está dando indícios de que precisa comer para repor as energias, e assim, poder continuar brincando, estudando ou trabalhando. Questiono a cada um neste momento: 1. O que você faz quando sente fome? É bem provável que algumas pessoas se dirijam a geladeira, outros ao armário, talvez a algum mercado ou lanchonete para comprar algo que possa saciar a fome, mas a grande verdade é que todos irão procurar uma maneira de saciar a fome que está sentindo naquele momento.
Certa vez Jesus se deparou com uma grande multidão faminta, e tudo que tinha eram 5 pães e dois peixinhos. Mas Jesus, de forma maravilhosa, multiplicou aqueles alimentos de maneira que todos puderam se alimentar, e ainda sobraram 12 cestos cheios. Sem dúvida esse milagre de Jesus foi um grande sinal do poder de Deus.
Acontece que as pessoas não notaram a presença atuante do poder de Deus, mas sim uma fartura passageira de pão. Algo muito parecido com o que aconteceu aos antepassados, pois diante das necessidades que enfrentavam no deserto, eles receberam de Deus fartura de Maná (Êx 16.2-15). Deste modo, algumas pessoas achavam que Jesus poderia livrá-los da fome, ou talvez dar-lhes pão sempre que necessitavam. E esse pensamento leva Jesus a dizer: “Em verdade, em verdade vos digo: vós me procurais, não porque vistes sinais, mas porque comestes dos pães e vos fartastes” (Jo 6.26).
Ora irmãos, assim como aconteceu no deserto, assim como aconteceu com aquelas pessoas que foram à procura de Jesus, assim também hoje, as pessoas buscam por bênçãos materiais, buscam pelo alimento que sacia a fome instantânea, buscam por algo que encha a barriga talvez até empanzinar, mas que logo irá passar e em consequência disso, novamente voltarão a sentir fome.
Por isso a pergunta, afinal, o que procuramos?

Você já se deparou com uma situação em que foi procurar algo na geladeira ou no armário, e após alguns segundos parados em sua frente com a porta aberta se perguntou: afinal, o que estou procurando aqui? Pois então, isso pode acontecer também quando procuramos a Deus. Por isso, a fim de que ninguém mais tivesse dúvidas do que procurar, Jesus deu a resposta: “Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede” (João 6.35).
A fim de que todos saibam o que Deus faz por você, e quando tiverem dúvidas sobre o que procuram na Igreja, lembrem o que ouvimos aqui hoje. Lembrem dos textos bíblicos e das promessas de Deus, lembrem que ele sempre está ao lado daqueles que o amam e o temem, como diz o Salmo do Dia: “O SENHOR é fiel em todas as suas palavras e santo em todas as suas obras. O SENHOR sustém os que vacilam e apruma todos os prostrados. Em ti esperam os olhos de todos, e tu, a seu tempo, lhes dás o alimento” (Salmo 145.13b-15).

Régis Duarte Müller

Nenhum comentário: