Comunidade Evangélica Luterana "Cristo"

Endereço: Rua Lincoln Byrro, 1520, Bairro São Paulo - Gov. Valadares, MG - Cep.: 35030-280;
Tel.:(33) 3021-6056;
E-mail: celcgv@gmail.com - Pastor Jadir Carlos Mundt
CULTOS AOS DOMINGOS ÀS 9H

sábado, 10 de agosto de 2013

Segura na mão do Pai!

Tema: Segura na mão do Pai!
GoVal/Conselheiro Pena 11/08/2013
Régis Duarte Müller
12° Dom Ap Pentecostes – 11/08 a 18/08/2013
      
Textos Bíblicos: Salmo 33.12-22; Gênesis 15.1-6; Hebreus 11.1-16; Lucas 12.22-34(35-40)

Em nosso dia-a-dia nós desempenhamos muitas funções e tomamos muitas atitudes, entre elas está o cuidado e proteção que destinamos às pessoas que nos cercam e que gostamos.
Cuidamos e protegemos o marido/a esposa, o filho/a filha... Fazemos isso com todo zelo, pois não queremos que aconteça algo ruim, mas desejamos e queremos o melhor para eles.
Desta forma, quando os pais cuidam e protegem seus filhos, por exemplo, as crianças se sentem seguras e confiam plenamente no pai e na mãe. Elas sabem que eles não vão deixar nada de ruim acontecer. Mas vão proteger de tudo e de todos.
Assim como um pai e uma mãe cuidam dos filhos, assim, também, Deus cuida dos seus filhos (os cristãos). Deus é nosso escudo e proteção, socorro presente diante das tribulações (Sl 46.1).
Acontece que muitas vezes não queremos ser cuidados ou protegidos pelo pai. Achamos que podemos nos defender sozinhos e soltamos a mão segura do nosso protetor. (Quem tem filho sabe como isso acontece). “Eu já sei me cuidar”, dizemos orgulhosos. Contudo, nem conhecemos os perigos que enfrentaremos. Então, é quando caímos, esfolamos o joelho, as palmas das mãos...
Assim, também, acontece conosco. Somos como crianças que se acham seguras, confiantes... Então, soltamos a mão do Pai e caímos. Esfolamo-nos nas pedras da vida, caímos em tentações, em pecados...
Isso acontece sempre que nos preocupamos demasiadamente com os ‘problemas’ e dificuldades do dia-a-dia, com o trabalho, com o dinheiro, com o que comer ou vestir, enfim, com qualquer coisa.
Humanamente é impossível ver as coisas acontecerem e ficar de braços cruzados. Queremos buscar alternativas, encontrar soluções, resolver as coisas. Deitamos a cabeça no travesseiro e tudo que vem à mente são preocupações e ansiedades. Não conseguimos dormir.
Acontece que não confiamos no cuidado e provisão que Deus dispensa sobre nós, não confiamos na sabedoria que concede para solucionar os problemas. ‘Soltamos a mão do Pai’ e por isso nos preocupamos. Contudo, nada vai adiantar dormir com as preocupações de amanhã. Como nos exorta o evangelho de Lucas: “Qual de vós, por ansioso que esteja,
pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida?” (Lc 12.25)- NTLH (Qual de vocês pode encompridar a sua vida, por mais que se preocupe com isso?).
A grande verdade é que de nada valem as preocupações e ansiedades com relação às coisas deste mundo. Por isso, diz o Senhor, “Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós” (1Pe 5.6-7) e, também, “Buscai, antes de tudo, o seu reino, e estas coisas vos serão acrescentadas” (Lc 12.31). Quem lança suas preocupações a Deus, busca o Senhor e a vida em Cristo, recebe também as coisas deste mundo, de acordo com a providência de Deus.
Essa é a grande certeza que nós temos, que Deus se preocupa e cuida de nós, como Pai bondoso que é, Deus sempre estende sua mão auxiliadora aos seus filhos. Assim como fez no decorrer de toda a história da Igreja Cristã:
Abraão confiava em Deus, e Deus cuidava de Abraão, era seu escudo. Deus prometeu um filho a Abraão, mesmo que Abrão e Sara tivessem muita idade, Deus cumpriu a promessa e Abraão teve um filho; e no Evangelho encontramos exemplos muito contundentes da ajuda e cuidado que Deus dispensa aos seus filhos.
O Evangelho de Lucas nos mostra que Deus cuida das aves, das plantas que possuem as roupas mais ‘finas’ e alimento necessário, sem, contudo, preocupar-se com isso. Assim como Deus não deixa faltar às plantas e aves, assim, também, Deus cuida de nós e não permite que nos falte comida, roupas...
Todas essas coisas estão ligadas à confiança que depositamos em nosso Pai. O filho confia em seu pai, que oferece tudo que ele precisa. Tanto mais o Pai do Céu vai cuidar de seus filhos (Lc 11-13). Foi isso que Deus fez ao longo da história, cuidou de todos que confiam nele, como podemos notar no texto de Hebreus:
·        O versículo 3 mostra que pela fé Cremos na Criação do Universo;
·        O versículo 4 fala que a oferta de Abel foi recebida por Deus por causa da sua fé;
·        O versículo 5 mostra que Enoque foi levado por Deus ao céu pela fé;
·        O versículo 6 nos diz que SEM fé, ninguém pode agradar a Deus; quem CRÊ em Deus recebe bênçãos;
·        O versículo 7 mostra que Noé construiu uma arca pela fé;
·        O versículo 8 diz que Abraão acreditou em Deus e peregrinou com fé por terras desconhecidas confiando na promessa de Deus;
·        O versículo 9 e 10 diz que Abraão viveu com estrangeiros, em tendas, com Isaque e Jacó; Fez isso porque aguardava a cidade, a cidade da promessa de Deus, a qual não poderá ser destruída;
·        O versículo 11 e 12 mostram que pela fé Abraão tornou-se Pai, mesmo sendo isto impossível por causa da idade avançada e sua geração tornou-se sobre modo imensa;
·        O versículos 13-16 mostram que Todos morreram na fé procurando uma pátria melhor.
·        Da mesma forma, somos chamados para a fé em Jesus Cristo pelo Espírito Santo a fim de alcançarmos a morada eterna. Por isso seguimos neste mundo como peregrinos, confiando plenamente nas promessas de Deus. Para tanto, usamos dos meios deixados por Deus: Confissão dos pecados, Sacramentos: Batismo e Santa Ceia, a fim de recebermos seu perdão, alimentar e fortalecer nossa fé para a vida eterna.
Esta é a grande esperança das pessoas que confiam no Senhor. Por isso podemos dizer: Segura na mão do Pai! Sim. Nós podemos confiar em Deus, pois ele nos dá muitos motivos para seguirmos confiando plenamente. Por isso, tomamos como nossa as palavras do salmista: “Nós pomos a nossa esperança em Deus, o SENHOR; ele é a nossa ajuda e o nosso escudo. O nosso coração se alegra por causa do que o SENHOR tem feito; nós confiamos nele porque ele é santo. Ó SENHOR Deus, que o teu amor nos acompanhe, pois nós pomos em ti a nossa esperança!” (Sl 33.20-22). Amém.
·         


Nenhum comentário: