Comunidade Evangélica Luterana "Cristo"

Endereço: Rua Lincoln Byrro, 1520, Bairro São Paulo - Gov. Valadares, MG - Cep.: 35030-280;
Tel.:(33) 3021-6056;
E-mail: celcgv@gmail.com - Pastor Jadir Carlos Mundt
CULTOS AOS DOMINGOS ÀS 9H

sábado, 1 de junho de 2013

Qual Evangelho nós Cremos?

Tema: Qual evangelho nós cremos?
GoVal 02/06/2013
Régis Duarte Müller
2° Dom Ap Pentecostes – 02/06 a 09/06/2013

Textos Bíblicos: Salmo 96.1-9; 1 Reis 8.22-24,27-29,41-43; Gálatas 1.1-12; Lucas 7.1-10

Sempre que vamos comprar alguma coisa fazemos uma pesquisa minuciosa. Procuramos os produtos que irão ter melhor custo x benefício. Procuramos o melhor produto, a fim de ficarmos satisfeitos após a compra, no uso diário.
Acontece que muito facilmente podemos ser enganados, pois existem muitas opções, e as propagandas iludem o consumidor com facilidade, pois as empresas trabalham com um marketing agressivo, mesmo que o produto não seja o melhor.
Acontece que esse marketing agressivo não se encontra presente apenas nos
comércios, mas igrejas e o mundo gospel também adotam essa propagando em nome de Jesus, sem, contudo, oferecer o verdadeiro sentido da missão de Cristo – A boa nova da Salvação.
Quando lemos a carta de Paulo aos Gálatas, entendemos isso um pouco melhor. O povo de Gálatas havia conhecido o Evangelho de Jesus Cristo através do testemunho de Paulo. Contudo, parece que estavam satisfeitos pela mudança que fizeram. Ou seja, largaram a fé cristã para seguir um novo caminho baseado nas obras – no cumprimento da lei. A atitude do povo de Gálatas é como a atitude do consumidor, que troca seus objetos toda vez que aparece um novo produto.
Diante desta situação, o apóstolo Paulo escreve: “Estou muito admirado com vocês, pois estão abandonando tão depressa aquele que os chamou por meio da graça de Cristo e estão aceitando outro evangelho.  Na verdade não existe outro evangelho, porém eu falo assim porque há algumas pessoas que estão perturbando vocês, querendo mudar o evangelho de Cristo” (Gl 1.6-7 NTLH).
Estes versículos demonstram não apenas uma mudança doutrinária, mas, um abandono à lealdade daquele que os chamou, Cristo. A graça em Cristo é o perdão incondicional gratuito, o qual somente pode ser recebido por meio da fé em Cristo Jesus. Aqueles que os perturbam e querem perverter o evangelho são ensinos baseados nas obras e conquistas próprias, e esta mensagem não pode ser considerada, nem chamada de evangelho.
É importante notarmos que sempre ao escrever suas cartas, Paulo costuma ser lisonjeiro, agradável e amigável, no entanto não é isso que vemos aqui (Manual Bíblico SBB). Por causa de sua grande preocupação, Paulo faz sua introdução e parte direto para o assunto: Existe apenas um evangelho. Afirmando, além disso: “Que sejam condenados
aqueles que afirmam o contrário” (v.8).
Paulo demonstra claramente que existe apenas uma mensagem e um evangelho. Mensagem esta revelada pelo próprio Cristo, de modo que a autoridade de suas palavras vem do próprio Deus. Negar seu ensino é negar o próprio Cristo.
Desta forma, a mensagem que ouvimos hoje é a mesma mensagem anunciada por Paulo. Esta é a mensagem de salvação a todos que creem. Contudo, assim como aconteceu com os Galácios, frequentemente falsos ensinos batem nossa porta tentando nos seduzir ao erro. Por vezes, a fé fraca e vacilante acaba ouvindo os falsos ‘evangelhos’ e recebendo como verdadeiros. Poderíamos perguntar, mas que falsos ensinos poderiam ser? A Salvação através das obras ou pelo cumprimento da lei e, as crenças de intermediários entre nós e Deus são falsos ensinos muito comuns.
Crer que precisamos fazer alguma coisa para a própria salvação é como tentar carregar um caminhão nas costas, por mais forte que a pessoa possa ser, ela não vai conseguir sair do lugar. E crer em intermediários, é como aquela velha brincadeira do telefone sem fio – no final, a mensagem está toda distorcida, isso se chegar.
Todos que seguem esses ensinos estão sendo enganados. Estão ouvindo os ensinos de perturbadores que querem perverter o Evangelho de Jesus Cristo. Por isso precisamos estar atentos, e a Bíblia nos adverte: “Cuidado com os falsos profetas! Eles chegam disfarçados de ovelhas, mas por dentro são como lobos selvagens” (Mt 7.15); Jesus também nos alerta: “Porque aparecerão falsos profetas e falsos messias, que farão milagres e maravilhas para enganar, se possível, até o povo escolhido de Deus” (Mt 24.24).
Paulo é rígido nas palavras por causa dos erros que os Galácios estavam cometendo. Como pastor e Apóstolo de Jesus Cristo, está cuidando do povo de Deus. Assim, com as palavras e ensinos de Paulo e da Sagrada Escritura, Deus continua alertando e advertindo seus filhos, hoje, em nossos dias.
A preocupação de Paulo era trazer aqueles cristãos de volta para o caminho correto. Por isso ele afirma que existe apenas um Evangelho, a saber: A Boa Nova que vem do Senhor Jesus Cristo, pois todo aquele que nele crer, mesmo que morra, terá a vida eterna (Jo 11.25).
A preocupação de Deus é com a salvação das pessoas. É isso que Paulo está fazendo, como enviado de Deus está preocupando-se e cuidando da salvação das pessoas. Em nenhum instante ele é grosseiro, mas procura amorosamente cuidar da fé daqueles fiéis que se encontravam confusos, talvez, enganados. Como ele diz: “Mas há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo” (v.7).
Ora, pois, o Evangelho é como a água de uma fonte pura da qual podemos beber para saciar nossa sede. No entanto, o outro ‘evangelho’, o evangelho pervertido, é como água misturada com veneno da qual não devemos tomar, pois causará nossa morte.

Sendo assim, que Deus permita sempre crermos no Verdadeiro Evangelho. Que esta fonte nunca seque, mas mate nossa sede até o ultimo dia, quando Cristo voltar para nos buscar. E enquanto esperamos, possamos dizer claramente a quem quiser ouvir: Eu Creio no Evangelho verdadeiro, na Boa Nova de Jesus Cristo, pois somente quem nele crer terá a vida eterna (Jo 11.25). Essa é a graça de Deus que nos foi revelada (Ef 2.8). Que assim seja. Amém

Nenhum comentário: